Notícias e Novidades Eco Eletron | Sistemas de Energia Solar

Notícias e Novidades

Fique por dentro do mundo da energia sustentável por aqui.

Energia solar é um ótimo negócio para o agronegócio

A energia solar pode ser utilizada no agronegócio, em processos como transporte, logística e produção.


Uma das fontes de energia mais utilizadas atualmente em todo mundo é a proveniente do SOL. Por ser extremamente acessível, ela depende apenas da instalação de placas fotovoltaicas, que são feitas de silício, material que permite a transformação da luz solar na energia que é consumida. O Brasil, por ser um país tropical e ensolarado, tem mostrado uma adesão que cresce a cada ano na prospecção da energia solar.


O uso dessa energia limpa, sustentável e inesgotável nas atividades econômicas pode ser diversificado. A energia solar pode ser utilizada no agronegócio, em processos como transporte, logística e produção. Como o trabalho no campo costuma ser intenso e com numerosas frentes, existe um alto gasto energético. Isso gera para grande parte dos agricultores uma perda significativa na hora de quitar às contas de luz, que vem recheada de alta carga tributária, que pode chegar até 50% do valor da conta dentro da cobrança.


Esse é um dos motivos que a adoção da energia do SOL no agronegócio é uma tendência que aumenta ano após ano, incluindo o Brasil como um dos países onde o mercado de energia solar cresce exponencialmente. Os espaços cultivados na produção rural brasileira são vastos e com o maior aproveitamento da luz do SOL, fator que beneficia a instalação da energia produzida pelo astro rei. No ambiente rural a energia solar atua na parte de iluminação, irrigação, ordenha, proteção dos espaços, refrigeração e ventilação para animais e plantas. Essa fonte energética permite maior eficiência na estrutura como um todo, já que não gera ruídos e nem poluição.


O agronegócio brasileiro ocupa 23,5% do PIB. Por este fator, ações como o Pró-Sol, projeto lançado pelo governo federal em 2020, prevê o incentivo do uso de matrizes energéticas renováveis. Essa politica pública consiste na isenção do pagamento obrigatório da taxa à concessionária local aos empresários rurais. Estima-se que nos próximos cinco anos haja um investimento de entes públicos e privados na ordem de R$ 10 bilhões em projetos de energia solar.


Investimentos em energia solar


Todo investimento que é feito em energia solar destinado ao agronegócio tem curto prazo de recuperação, que em média acontece em três anos e meio. A adoção do sistema de matriz energética proveniente do SOL rende 95% de economia na luz, fato que permite ao produtor investir em outros segmentos e aumentar a sua lucratividade e eficiência do seu negócio. Além disso, o sistema de energia solar apresenta baixos custos nas manutenções preventivas e corretivas, mesmo que haja uma produção de cerca de 12 horas por dia. Todo este processo oferece uma autonomia energética concreta e assim os produtores não precisam mais depender de outras fontes, como a rede de energia elétrica padronizada no modelo atual.


Somada a economia, o uso da tecnologia permite que os negócios se tornem mais sustentáveis e amigáveis com a agenda ESG, o que gera desenvolvimento e perspectivas para o futuro em relação à preservação de recursos. Por isso, a SOL Copérnico, uma empresa que nasceu para praticar a Sustentabilidade, democratizar a geração e o consumo de energia renovável no Brasil, está de portas abertas aos empreendedores do setor rural para que, cada vez mais, o Brasil adote essa fonte limpa, renovável e inesgotável, que vem do SOL, contribuindo assim para o crescimento sustentável, a melhoria na qualidade de vida e geração de empregos, com atitudes sustentáveis que fazem a diferença no mundo.


Fonte: https://www.agrolink.com.br/noticias/energia-solar-e-um-otimo-negocio-para-o-agronegocio_468197.html

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo